FAQ

Por favor dedique um tempo para ler esta FAQ até o final. Ela contém respostas a diversas questões sobre o Programa Nacional de Formação de Projetistas de Circuitos Integrados e sobre seus Centros de Treinamento. 

Caso você não encontre uma resposta que responda suas dúvidas, nos contate pelo formulário do menu "Contato".

Índice

 

GERAL

Quantos Centros de Treinamento existem no Programa CI Brasil?

Rede dos Centros de Treinamento (CTs) do Programa CI Brasil é composta, atualmente, por dois Centros. Os CT's estão localizados em Porto Alegre, RS (CT/RS) e São Paulo, SP (CT/SP).

Onde está localizado o Centro de Treinamento Rio Grande do Sul (CT/RS)?

O CT/RS (conhecido anteriormente como CT1) está instalado nas dependências do Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Localizado na avenida Bento Gonçalves, nº 9500, no Campus do Vale da UFRGS em Porto Alegre, RS.

Onde está localizado o Centro de Treinamento 3 (CT/SP)?

O CT/SP (conhecido anteriormente como CT3) está instalado nas dependências da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Localizado na avenida Prof Luciano Gualberto, 380 em São Paulo, SP.

 

INSCRIÇÃO

A inscrição é para qualquer Centro de Treinamento?

Atualmente o treinamento tem edições intercaladas entre o CT/RS e CT/SP. Durante a inscrição é divulgado em qual dos centros será realizado o treinamento.

Como será o processo de inscrição?

O processo de inscrição é feito em 3 (etapas):

  • Etapa 1 - Inscrição e envio de documentos via portal do CI Brasil (www.ci-brasil.gov.br)
  • Etapa 2 - Prova de conhecimentos básicos online.
  • Etapa 3 - Confirmação da vaga por parte do candidato.

Como proceder na Etapa 1?

Inicialmente o candidato deve inscrever-se no site da seguinte forma:

  • Acessar o Portal do CI Brasil (www.ci-brasil.gov.br)
  • Clicar no menu "CI Brasil"
  • Clicar no item "Inscrição"
  • Preencher devidamente o formulário
  • Anexar ao formulário os seguintes documentos:
    • Histórico escolar da graduação;
    • Diploma (se formado) ou Atestado/Declaração/Carta de Concluinte (apenas para colação de grau com data máxima de julho/2014) emitida pelo coordenador do curso
  • Clicar no botão enviar


Você receberá a confirmação por email de sua inscrição.

Obs.: Apenas documentos em formato PDF e JPG com tamanho máximo de 8Mb serão aceitos.

Como proceder na Etapa 2?

Na Etapa 2 o candidato realizará uma prova online através do portal do CI Brasil (www.ci-brasil.gov.br). O candidato receberá orientações através do e-mail cadastrado no formulário de inscrição.

Como proceder na Etapa 3?

Após a divulgação dos selecionados da Etapa 2, os candidatos receberão mensagem solicitando a confirmação da participação no Programa de Treinamento. Durante a Etapa 3 o candidato precisará manter seu Currículo CNPq Lattes atualizado, pois a partir do mesmo é que serão implementadas as bolsas.

Quantas vagas serão disponibilizadas para a inscrição?

Em média são disponibilizadas até 80 vagas para cada CT.
Este número poderá ser menor, em função da disponbilidade de bolsas e da qualificação dos candidatos.

Eu preciso ter experiência anterior em microeletrônica ou ser formado em algum curso da área?

A experiência na área não é exigida, porém o candidato deve ser graduado em cursos superiores relacionados às áreas de elétrica, eletrônica, computação ou física e que tenham motivação, dedicação e interesse em construir uma carreira como projetista de circuitos integrados.

Eu tenho um diploma de nível técnico. Posso me inscrever?

Não, você precisa ter um diploma que seja reconhecido como de nível superior pelo Ministério da Educação (MEC).

Devo estar formado na graduação para me inscrever?

Para inscrever-se no Programa você deve estar formado na graduação ou cursando o último semestre/período de seu curso. Caso selecionado, você precisará apresentar no dia da matrícula presencial (verificar no calendário) um diploma/certificado/declaração que comprove a colação de grau.

Sou estrangeiro, no formulário de inscrição, o que devo preencher nos campos RG e CPF, já que não tenho estes documentos?

Coloque o número do seu passaporte em ambos os campos.

Sou estrangeiro, quando devo fazer o pedido do número do CPF?

Assim que você foi aprovado na seleção e tiver seu nome divulgado na lista de aprovados, já poderá dar início ao procedimento de adquirir seu número do CPF e toda a documentação para o visto. É somente com o CPF que a bolsa CNPq poderá ser implementada.

A carta de apresentação deve ser escrita por mim ou por algum professor que me orientou? Há algum modelo a ser seguido?

A carta de apresentação é um documento onde o próprio candidato se apresenta, escreve sobre seus conhecimentos e habilidades, além de informar o que o motiva a fazer o treinamento CI Brasil. Não há modelo do documento para ser seguido.

Preciso anexar alguma carta de recomendação escrita por algum professor que me orientou ou por um superior em empresa que trabalhei?

Não, não é necessário carta de recomendação. Somente a carta de apresentação escrita pelo próprio candidato é suficiente.

Que tipo de documento eu devo entregar no dia da matrícula presencial?

Para candidatos que concluirão a graduação até julho de 2016 é OBRIGATÓRIO a apresentação de Diploma e/ou Certificado e/ou Declaração que comprove a colação de grau.

Candidatos estrangeiros devem entregar também cópia do passaporte com comprovação do visto Brasileiro.

O treinamento exige dedicação exclusiva?

Sim. Para candidatos cursando Pós-Graduação ver o item abaixo.

Sou aluno de Pós-Gradução, posso fazer o treinamento?

Sim. Porém, deve apresentar na matrícula presencial, uma carta do seu orientador ou coordenador do curso liberando-o das atividades da pós-graduação. O aluno não poderá cursar o treinamento do Programa CI Brasil simultaneamente com qualquer disciplina da Pós-graduação.

O meu histórico escolar não lista as disciplinas do semestre que estou cursando. Isto é um problema?

Não, isto não é um problema. Você poderá submeter o histórico escolar que estiver disponível no momento da sua inscrição.

Preciso me afastar/desligar do meu atual trabalho? Quando devo solicitar?

Sim. Ao final da Etapa 2 da inscrição (ver calendário), você será notificado por e-mail quanto a sua aprovação para o treinamento. Após a notificação você está liberado para solicitar o seu desligamento/afastamento junto ao seu trabalho.

O treinamento é aberto a estrangeiros?

Sim, o treinamento é aberto a estrangeiros.

Existe alguma restrição com relação a idade do candidato?

Não.

Como será feita a seleção?

Através de uma avaliação técnica, que será feita por professores e profissionais com ampla atuação nas áreas de eletrônica, microeletrônica e computação.

Como saberei que fui aprovado na Etapa 2 da seleção?

A divulgação será realizada pelo portal do CI BRASIL e através dos e-mails dos candidatos. 

É necessário o currículo Lattes?

Sim. Ver no item Bolsas deste FAQ. 

Como é a prova online da Etapa 2?

A prova online é constituída de 30 questões objetivas, onde o candidato terá 45 minutos para resolvê-la. A prova é aplicada inteiramente no idioma inglês e trata de assuntos básicos da área de microeletrônica.

Recomendamos a bibliografia abaixo:

    • CMOS VLSI Design: A Circuits and Systems Perspective
      Neil Weste, David Harris
    • Digital Integrated Circuits: A Design Perspective
      Jan M. Rabaey, Anantha Chandrakasan, Borivoje Nikolic
    • Microeletrônica
      Adel S. Sedra, Kenneth C. Smith
    • Computer Organization and Design: The Hardware/Software Interface
      David A. Patterson, John L. Hennessy

 

TREINAMENTO

 Como será o curso de nivelamento?

O curso de nivelamento tem a duração de 3 a 4 semanas (pode sofrer alterações) e tem por objetivo apresentar alguns conceitos básicos como preparação para a primeira etapa do Programa.

Qual a duração e onde será realizado o treinamento?

O Programa de Formação tem 12 meses de duração.

Em quais horários é realizado o treinamento?

O treinamento é ministrado diariamente em período integral, de segunda a sexta-feira.

Quem ministra as aulas do treinamento?

O treinamento será ministrado por instrutores brasileiros, certificados pela empresa americana Cadence Design Systems, e por instrutores estrangeiros, com larga experiência na área de projeto de CIs.

Em qual idioma é ministrado o treinamento?

Inglês e Português. Material a ser apresentado em aula, em Inglês.

Como é a divisão das turmas para o treinamento?

No momento da inscrição, o candidato é livre para escolher uma das três áreas: Sistemas Digitais, Sistemas Analógicos de Sinais Mistos (AMS) ou Sistemas de Rádio Frequência (RF). Depois da realização da prova online, será avaliado se o candidato continuará na área escolhida ou não. Caso não, a decisão final ocorrerá depois de conversas entre candidato e comissão avaliadora da seleção, onde ambos entram em um consenso. Um número mínimo de alunos em uma turma é necessário para que o treinamento ocorra. Caso contrário, o aluno será convidado a mudar de área ou mudar de CT.

Após a conclusão do treinamento, serão oferecidas as oportunidades de estágio?

Sim. Um mês antes da conclusão do treinamento, a Coordenação dos CT's organizará um encontro entre os alunos e as empresas interessadas em receber os projetistas formados pelo Programa. É a chamada Job Fair, onde o CT fará somente uma "ponte" entre as empresas e os candidatos. O estágio (também chamado estágio Fase III) dependerá exclusivamente da existência de interesses em comum, entre a empresa e o candidato.

A concessão de bolsas Fase III está condicionada a disponilbilidde orçamentária.

O que é a Fase III?

O Programa de Formação oferece a oportunidade para os profissionais (treinandos) realizarem um estágio supervisionado, denominado Fase III, em empresas do setor, possibilitando a aplicação dos conhecimentos adquiridos dentro dos Centros de Treinamento (CTs). Essa etapa tem a duração de 12 meses e ocorre logo após o término do treinamento nos CTs.

Quem poderá participar da Fase III?

Poderá participar da Fase III o profissional que terminou o treinamento de 12 meses no Centro de Treinamento, participou da Job Fair e foi escolhido por alguma empresa participante do evento. As ofertas de vagas são sujeitas à demanda das empresas.

Qual é o valor da bolsa na Fase III?

As bolsas são condicionadas à disponibilidade orçamentária. O valor da bolsa é o mesmo, na fase de treinamento e na fase de estágio supervisionado.

Qual é a documentação necessária para a Fase III?

Documentação a ser entregue pelo treinando:

  1. Cópia do CPF
  2. Cópia do RG (se estrangeiro, RNE e renovação do visto)
  3. Cópia do Comprovante de Escolaridade de mais alto nível
  4. Formulário Único do CNPq: Na segunda página do formulário, incluir um resumo do plano de trabalho que será enviado para o treinando por email pela empresa. O número do processo institucional é o mesmo enquanto o aluno estava em treinamento no CT.
  5. Formulário de não vínculo empregatício
  6. Atualizar o currículo lattes no site CNPq
  7. Cópia do documento de renovação do visto (se estrangeiro)

Documentação a ser entregue pela empresa:

  1. Plano de Trabalho: O plano de trabalho deve conter no mínimo uma página e no máximo duas. Deve ser escrita em português e incluir uma descrição das atividades de treinamento no período de 12 meses e um cronograma de execução. Todas as siglas constantes do plano deverão vir por extenso, pelo menos uma vez ao longo do texto e, se for o caso, com a sua tradução entre parênteses ou disponível em um glossário no final. Deverá ser assinado pelo bolsista e pelo seu supervisor da empresa, em folha timbrada.
  2. Declaração da Empresa: Nesta declaração a empresa deverá informar que: (a) aceita o aluno para realizar treinamento na área de projeto de circuitos eletrônicos e microeletrônica; (b) executará o estágio conforme previsto no Plano de Trabalho; e (c) não engajará o aluno em "atividades administrativas ou de gestão privativa". A declaração deverá ser em papel timbrado da empresa, assinada pelo supervisor do bolsista, ou pelo Gerente de RH da empresa e incluir um ciente do bolsista.

Onde e quando entregar a documentação para implementação da bolsa Fase III?

A administração do Centro de Treinamento dará todas as informações necessárias quanto a entrega da documentação.

Como é o acompanhamento das atividades durante a Fase III?

O acompanhamento das atividades dos bolsistas da Fase III é realizado pela Coordenação dos Centros de Treinamento. É solicitado um relatório parcial escrito pelo treinando (bolsista) 6 meses após o início do estágio (mínimo uma página, máximo duas). Ao final do período, um relatório ao final do período (pelo menos quatro páginas) e uma avaliação de desempenho são solicitados. Os relatórios devem ser assinados pelo bolsista e o supervisor do seu treinamento. A avaliação, pelo supervisor, sendo opcional a assinatura do bolsista. Os documentos devem ser enviados para o CT via correios. A administração do CT informará as datas exatas para o envio dos mesmos.

Se houver desligamento durante a Fase III, como proceder?

Quando estiver na iminência de ocorrer um desligamento de bolsista Fase III, a empresa deverá informar à administração do CT para as devidas orientações. Ocorrendo um desligamento de fato, a empresa deverá entrar em contato com o CT imediatamente.

Qual é a documentação a ser apresentada, caso houver desligamento durante a Fase III?

Primeiramente, a empresa deverá entrar em contato com a administração do Centro de Treinamento imediatamente, podendo ser por telefone, mas imprescindível que seja por email também. Em seguida, os seguintes documentos deverão ser enviados via correios ao CT:

  1. 1. Justificativa de desligamento escrita de próprio punho, datada e assinada pelo bolsista;
  2. 2. Avaliação de desempenho escrita pelo supervisor do bolsista, em folha timbrada da empresa, datada e assinada pelo supervisor (a assinatura do bolsista é opcional);
  3. 3. Relatório de atividades final do bolsista, com a assinatura do bolsista e seu supervisor

Quais serão as implicações do desligamento antes do término da Fase III?

A justificativa de desligamento será avaliada pelo CNPq, que poderá ser aceita ou não. Caso a justificativa não for aceita pelo CNPq, o bolsista deverá devolver os recursos da bolsa.

Bolsista Fase III estrangeiro, é preciso entregar uma cópia da renovação de seu visto?

Sim, esta cópia é necessária para regularizar a situação junto ao CNPq. Deve ser entregue na administração do Centro de Treinamento com a documentação para a implementação da bolsa Fase III. O pagamento dos bolsistas estrangeiros pelo CNpq é efetuado somente se o visto estiver dentro do prazo.

Quem renova o visto do bolsista estrangeiro?

O próprio bolsista é responsável pela renovação do visto e após a renovação, deverá entregar uma cópia para a administração do Centro de Treinamento.

Como é a Job Fair?

São normalmente dois dias de evento, onde a empresa decide se deseja participar em um ou em ambos os dias. Pela manhã, há uma série de apresentações de cada empresa. À tarde, as empresas realizam entrevistas com os candidatos.

Quando é realizada a Job Fair?

Normalmente a feira é realizada no penúltimo mês antes do término do treinamento. Acompanhe as datas nos calendários de cada CT.

Como as empresas podem participar da Job Fair?

A empresa interessada deverá enviar email através do formulário no menu "Contato". A aprovação e orientações de como participar serão enviadas por email.

 

CERTIFICADO

Será oferecido algum certificado?

O aluno recebe após 12 meses de treinamento 1(um) certificado de conclusão.

O certificado que receberei é reconhecido pelo MEC?

Não. O formato de treinamento não é uma especialização reconhecida pelo MEC como um curso superior stricto sensu ou lato sensu. O curso ministrado nos CT's é um treinamento avançado em projeto de CIs e não um curso superior de especialização ou pós-graduação, não oferecendo qualquer título acadêmico.

Existe a intenção de transformar o treinamento em um Curso Superior de Especialização?

Sim, estão em andamento negociações com algumas universidades neste sentido.

Se o treinamento for reconhecido como um Curso Superior de Especialização, isto será válido também para os certificados emitidos antes deste reconhecimento?

Não.

 

TRANSPORTE E MORADIA

 Será oferecido transporte ou custeio para a cobrir o deslocamento até as cidades onde estão localizados os CT's?

Não. Nenhum tipo de transporte ou custeio, para nenhum tipo de deslocamento (áereo ou terrestre) para cobrir a mudança de sua cidade para a cidade dos CT's. A compra da passagem é de inteira responsabilidade do aluno. Ratificando, o Programa CI Brasil NÃO cobre custos com transporte.

Será oferecido algum tipo auxílio para transporte ou moradia?

Não será oferecido nenhum tipo auxílio para moradia, transporte pessoal ou transporte de móveis e utensílios.

Onde eu posso encontrar moradia?

Após a conclusão do processo de seleção o aluno será informado de estabelecimentos recomendados para moradia.

Quais as formas de transporte entre o CT's e minha residência?

Após a conclusão do processo de seleção o aluno será informado dos meios de transporte.

O programa disponibilizará plano de saúde?

Não.

 

BOLSA

Qual o valor da bolsa?

Os alunos selecionados receberão uma bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), no valor R$ 2.000,00 (líquido). Os alunos que manterão vínculo empregatício, funcional ou societário não poderão obter bolsa. 

Por que o currículo Lattes do CNPq?

Para a implementação da bolsa o CNPq exige que o candidato/aluno esteja cadastrado na Plataforma Lattes (lattes.cnpq.br). O preenchimento correto de todas as informações na plataforma Lattes é de total responsabilidade do candidato. Iinformações ausentes ou erradas podem acarretar na não implementação da bolsa.

Dentro do currículo, são particularmente importantes o preenchimento dos campos dados pessoais, formação acadêmica, atuação profissional, área de atuação, pois estas informações são verificadas durante a Etapa 1 da inscrição.

Mantenha seu currículo Lattes sempre atualizado.

Eu possuo vínculo empregatício, posso receber uma bolsa do CNPq?

Não, os candidatos com vínculo empregatício não poderão receber bolsa.

Eu sou funcionário público, posso receber uma bolsa do CNPq?

Não, os candidatos com vinculo empregatício não poderão receber bolsa.

Eu já possuo uma bolsa. Posso manter esta e receber a bolsa do treinamento?

Não é permitido o acúmulo de qualquer bolsa de auxílio, seja ela pública ou de orgãos de fomento (CNPq, CAPES, etc). Caso você tenha algum tipo de bolsa, a mesma deve ser cancelada até o final da Etapa 3 das inscrições.

Durante o treinamento o aluno deve possuir APENAS a bolsa de auxílio do Programa CI Brasil.

Como eu recebo a bolsa de auxílio?

A bolsa de auxílio é depositada mensalmente através de uma conta corrente no Banco do Brasil. Caso você não possua uma conta, deve providenciar até o final da Etapa 3 das inscrições.

Serão aceitas SOMENTE contas corrente no Banco do Brasil, em nome do beneficiário da bolsa. Contas do tipo conjunta, poupança, salário ou qualquer outra NÃO serão aceitas.

O que ocorre caso eu inicie o curso com uma bolsa do CNPq e desista no meio deste?

Você precisará devolver a bolsa recebida no período ao CNPq.